Expocietec 2012 - Exposição e Conferência de Inovação e Empreendedorismo de Base Tecnológica

Aqui, tudo gira em torno da Inovação.

15 e 16 de outubro de 2012, das 12h às 20h

Notícias

Fotos da Expocietec 2012

Acesse aqui as fotos da Expocietec 2012 realizado pelo Centro de Inovação, Empreendedorismo e Tecnologia (Cietec) e pela FecomercioSP nos dias 15 e 16 de outubro.

Confira os destaques da Expocietec 2012

Entre os dias 15 e 16 de outubro, a FecomercioSP e o Centro de Inovação, Empreendedorismo e Tecnologia (Cietec) realizaram a Expocietec 2012 - encontro brasileiro que estimula a inovação e visa desenvolver o ambiente de negócios para as micro e pequenas empresas de base tecnológica. Veja como foi o evento.

Expocietec 2012 discutiu fomento e oferta de crédito para MPEs

O financiamento público para inovação foi tema de debates durante a Expocietec 2012, que aconteceu entre os dias 15 e 16 de outubro de 2012 na sede da FecomercioSP. Confira a opinião de especialistas e das agências de fomento que participaram do painel.

Expocietec 2012 - Pequena e média empresa vai sustentar a economia brasileira no longo prazo

A Expocietec 2012, que aconteceu na sede da FecomercioSP, promoveu um painel para discutir o novo momento do investimento no Brasil. Durante o evento ainda se abordou a entrada de novas empresas no mercado de ações e as vantagens dessa prática. Confira os destaques.

Expocietec 2012 aposta na inovação como foco para o desenvolvimento do País

Evento realizado pela FecomercioSP em parceria com o Cietec aponta os caminhos que devem ser percorridos para o crescimento econômico por meio da inovação

As áreas de inovação e tecnologia só vão se expandir no Brasil se houver atuação em conjunto entre as iniciativas público e privada e a academia. Esse eixo central foi unanimidade entre os presentes ontem (15) na Expocietec 2012, na sede da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP). Na opinião dos especialistas, esse tripé de atuação é essencial para o desenvolvimento econômico do País, uma vez que é preciso pensar em incentivos fiscais que acarretariam em mais iniciativas inovadoras com amparo técnico de universidades por meio de parques tecnológicos, por exemplo.

"Com as taxas de juros em declínio, temos visto mais empresas da área de serviços procurando a nossa instituição", conta o presidente da Desenvolve SP, Milton Luiz de Melo. De acordo com ele, este novo cenário tem trazido empreendimentos de áreas que antes não buscavam tanto as linhas de crédito para ampliar sua atuação de alguma forma. "A demanda do setor de serviços vem crescendo muito. Temos interagido cada vez mais com pequenas e médias empresas", acrescenta Melo.

Além do crescimento interno e o amadurecimento das micro, pequenas e médias empresas no Brasil, é preciso pensar no cenário internacional e como isso pode afetar a atuação dos empreendimentos. "O Brasil já é uma oportunidade há muito tempo e logo será uma necessidade. Temos que aproveitar essa oportunidade para criar um centro de negócios", orienta o presidente da Brasil Investimento e Negócios (BRAiN), Paulo Oliveira. Na opinião dele, para as PMEs, ter a atenção de outras economias e investidores estrangeiros é fundamental tornar o País em um verdadeiro polo de negócios. A Expocietec 2012 é uma realização da FecomercioSP em parceria com o Centro de Inovação, Empreendedorismo e Tecnologia (Cietec). O evento é o grande encontro brasileiro do empreendedorismo inovador de base tecnológica, com expositores nas áreas de biotecnologia, tecnologia da informação, medicina e saúde, meio ambiente, eletroeletrônica e química.

Expocietec 2012: "Ciência e tecnologia são áreas vitais para o futuro do País", afirma Marco Antonio Raupp

Em evento na FecomercioSP, Ministro de Ciência, Tecnologia e Inovação destaca a importância do desenvolvimento do setor para o crescimento econômico do Brasil

Inovar para crescer. O conceito é unanimidade entre os membros presentes na abertura solene da Expocietec 2012 na manhã desta segunda-feira (15), na sede da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP). Na opinião do ministro de Ciência, Tecnologia e Inovação, Marco Antonio Raupp, a "ciência e tecnologia são áreas vitais para o futuro do País". Segundo ele, um dos grandes desafios para o MCTI atualmente é como a ciência pode contribuir com a inovação e aplicar essas medidas nas empresas do País, sobretudo, as de pequeno e médio porte.

O ministro ainda revela ações do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação para o fortalecimento do setor: até 2014 já foi aprovado um orçamento de R$ 1,2 bilhão para financiamento na área de inovação. "É algo em torno de R$ 400 milhões por ano para as pequenas e médias empresas", afirma Raupp. De acordo com o ministro, a transversalidade das áreas de ciência e tecnologia com os demais setores econômicos deve continuar a ser explorada. "É uma missão que nós temos para que o Brasil entre definitivamente em uma fase de desenvolvimento econômico sustentável", finaliza Raupp.

A Expocietec 2012 é uma realização da FecomercioSP em parceria com o Centro de Inovação, Empreendedorismo e Tecnologia (Cietec). O evento é o grande encontro brasileiro do empreendedorismo inovador de base tecnológica, com expositores nas áreas de biotecnologia, tecnologia da informação, medicina e saúde, meio ambiente, eletroeletrônica e química.

Empresa do Cietec cria protetor de toque para evitar contaminação

Dados recentes da Faculdade de Cências Médicas da Santa Casa de SP apontam as máquinas de cartão de crédito e teclados de caixas eletrônicos como um dos locais mais contaminados por germes e bactérias. Diante do problema, uma empresa desenvolveu o protetor de toque. Uma ideia simples que previne contágio de agentes infecciosos através de teclados de uso público e evitam a contaminação cruzada.

Conheça o Centro Inovação Empreendedorismo e Tecnologia (Cietec)

A maior incubadora de empresas da América Latina está instalada na Universidade de São Paulo e foi o ponto de partida para mais de cem empresas de tecnologia que hoje estão posicionadas no mercado. Fomentar a inovação e o empreendedorismo é o trabalho do Cietec. Confira.

Graduada no Cietec, empresa cria novos produtos na área da saúde

Empresa graduada pelo Cietec cria novos produtos na área da saúde. Com conceito que ultrapassa a prestação de serviços, o empreendimento investe em pesquisa e soluções tecnológicas, como o programa de coleta e destinação adequada de medicamentos vencidos.

Incubado no Cietec, projeto desenvolve baterias de lítio para setor de mobilidade

Empresa formada por um grupo de empresários sediados no Centro de Inovação, Empreendedorismo e Tecnologia ligado à USP investe em pesquisa e produção de energias renováveis. Entre seus produtos, baterias de lítio para veículos elétricos e ônibus híbridos, que serão apresentadas ao público na Expocietec2012. O evento acontece entre os dias 15 e 16 de outubro d e2012, na sede da FecomercioSP.

Empresa lançará na Expocietec 2012 aplicativo de ensino para dispositivos móveis

Acompanhando a popularização do uso de tablets e smartphones, empresa desenvolve projeto que utiliza as plataformas móveis para fins educativos. O produto será lançado no mercado durante a Expocietec 2012, que acontece entre os dias 15 e 16 de outubro, na sede da FecomercioSP.

Expocietec 2012 aproxima investidores, empresas e iniciativas inovadoras

Produtos e serviços com valor agregado favorecem a solidez de uma economia. Para fomentar a inovação e o empreendedorismo no Brasil, a FecomercioSP em parceria com o Cietec, realizam a Expocietec 2012. O evento acontece entre os dias 15 e 16 de outubro d e2012, na sede da FecomercioSP, e pretende desenvolver o ambiente de negócios para as micro e pequenas empresas de base tecnológica.

Empresa incubada no Cietec desenvolve sistema de iluminação LED

Empresa associada ao Cietec, o Centro de Inovação, Empreendedorismo e Tecnologia da USP, desenvolve sistemas integrados que garantem economia de energia e melhor controle de iluminação. O produto será apresentado na Expocietec 2012, entre os dias 15 e 16 de outubro, na sede da Fecomercio do Estado de São Paulo.

Empresa instalada no Cietec prepara aplicativo de celular para sala de aula

Aluna da USP reuniu uma equipe e já montou sua primeira empresa. Os primeiros passos são dados dentro da incubadora, mas em breve ela espera crescer e caminhar com as próprias pernas. Confira a entrevista completa no podcast.
Clique aqui e ouça o podcast:

Podcast - Expocietec apresenta visão de negócio para novos empreendedores

O evento, programado para os dias 15 e 16 de outubro, reunirá empresários que começaram, ou ainda trabalham, dentro da incubadora de negócios. É o caso de Lucas Almeida, que cresceu e partiu do Cietec para uma sede própria na Avenida Paulista.
Clique aqui e ouça o podcast:

Excelchip apresenta sistemas integrados para controle de iluminação na Expocietec 2012

Com apoio do Cietec, empresa cria chip para uso em iluminação de LED e apresenta experiência durante os dois dias do evento

Os engenheiros Márcio Toma, do Brasil, e Andrés Farfán, da Colômbia, tinham pouco em comum além da profissão. Contudo, quando o colombiano veio para o Brasil fazer mestrado na Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP), começou a trabalhar com projetos de circuitos integrados na mesma empresa em que o brasileiro atuava. Logo, os dois decidiram abrir uma nova empresa com foco no desenvolvimento de sistemas integrados que garantem a economia de energia e melhor controle de iluminação. Eles tinham a ideia e a expertise, mas faltava a experiência em gestão para estruturar sua futura empresa. Para isso, buscaram o apoio do Centro de Inovação, Empreendedorismo e Tecnologia (Cietec), maior incubadora da América Latina.

No Cietec, encontraram a infraestrutura física necessária para a instalação e operação das empresas, além de serviços de apoio para atendimento de suas demandas nas áreas de gestão tecnológica, empresarial e mercadológica. Tudo em um único parque tecnológico, o que facilitou a trajetória da Excelchip. "O apoio do Cietec é ótimo. Eles ajudam na participação de eventos, divulgação, network, suporte administrativo e sempre fornecem palestras e capacitações que auxiliam no crescimento da empresa", conta Farfán.

Com o apoio do Cietec, a Excelchip já projetou um chip para uso em iluminação com LED. "O primeiro chip está pronto e temos uma aplicação simples: controlar a iluminação de ambientes. Agora pensamos em aproveitar este mesmo chip para adicionar mais características, tornando-o mais fácil de usar. O que vai significar a economia de componentes e energia, além de melhorar o controle da iluminação."

Os produtos desenvolvidos pela incubada estarão na Expocietec 2012, que acontece nos dias 15 e 16 de outubro, na sede da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP).

Startup lançará aplicativo de ensino na Expocietec 2012

Aztek levará ao mercado um aplicativo que proporciona a veiculação de material didático e informativo em smartphones, celulares e tablets

Ensino na palma da mão. Essa é a proposta da Aztek - startup incubada no Centro de Inovação, Empreendedorismo e Tecnologia (Cietec) - para promover a veiculação de conteúdo formativo (cursos on-line) e informativo (comunicação corporativa) por meio de smartphones, celulares e tablets de última geração.

De acordo com o sócio diretor da Aztek, Eduardo Seiti Teruiya, o mercado de mobile learning movimenta no mundo, aproximadamente, US$ 52 bilhões. "No Brasil é um mercado em franca expansão. Existem projeções animadoras, que estimam que o mercado movimente até 2014 algo em torno de R$ 2 bilhões."

Para abocanhar parte desse mercado, a empresa aposta no aplicativo que conta com vídeos de curta duração, bem produzidos e editados, com enredos envolventes, inteligentes e que captem a essência conceitual com uma linguagem dinâmica, tornando o aprendizado uma agradável experiência de entretenimento. A proposta foge da atual abordagem de leitura de textos e apresentações em slides em telas de celulares, cansativa, pouco atrativa, de baixa eficácia e rendimento. "O aprendizado e o aproveitamento acontecem na medida em que você tem um conteúdo bom e adequado à plataforma onde ele será executado", afirma Teruiya.

O aplicativo está em fase final de ajustes e será lançado no mercado durante a Expocietec 2012, que acontece nos dias 15 e 16 de outubro, na sede da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP). A Aztek espera atrair parceiros, clientes e investidores interessados em ajudar a desenvolver e difundir o projeto.

Expocietec 2012

O objetivo da Expocietec 2012, evento que é uma parceria entre a FecomercioSP e o Cietec, é desenvolver o ambiente de negócios para micro e pequenas empresas de base tecnológica e ressaltar a importância dessas iniciativas inovadoras. Para isso, o evento vai contar com a participação de empresas ligadas aos setores de meio ambiente, medicina e saúde, eletroeletrônicos, química, tecnologia da informação e biotecnologia, além de incubadoras e parques tecnológicos de São Paulo e do Brasil.

A programação do evento contará com uma Rodada de Negócios, na qual os empreendedores participantes da Expocietec 2012 apresentarão seus produtos e serviços para potenciais clientes, no modelo Seed Forum, com foco em investidores, e a Conferência, cujo tema central é "O Mapa da Inovação na Micro e Pequena Empresa".

Empresa lança embalagens biodegradáveis para agricultura na Expocietec 2012

Bio & Green desenvolve produtos a partir de materiais descartados por outras empresas, como bagaço de cana-de-açúcar, reduzindo o custo de produção e beneficiando o meio ambiente

O que para a maioria das pessoas não passa de produtos descartáveis, nas mãos de quem tem ideias inovadoras pode se mostrar matéria-prima para produtos inovadores. É o caso da Bio & Green, empresa incubada no Centro de Inovação, Empreendedorismo e Tecnologia (Cietec), localizado no campus da Universidade de São Paulo (USP), que produz embalagens biodegradáveis a partir de materiais descartados por outras empresas.

A química formada pela USP, Patrícia Ponce e seus dois sócios tiveram a ideia de transformar materiais como fibras de coco, sisal, bagaço de cana de açúcar, cascas de café e arroz em matéria-prima para embalagens biodegradáveis. Para transformar a teoria em prática, eles procurar o Cietec, onde receberam orientação e todo o apoio para estruturar a empresa. "O Cietec foi muito importante para nós, pois tínhamos o conhecimento acadêmico, mas não dominávamos técnicas de comercialização de produtos, nem sabíamos como administrar uma empresa", afirma Patrícia. Além disso, ela destaca que estar instalado no Cietec permite o contato com outras empresas incubadas, que ajudam na troca de experiências, seja em reuniões e palestras, ou em um bate papo no café.

A empresa se concentra na fabricação de tubetes biodegradáveis - embalagens que revestem mudas para o plantio - que são absorvidos pela natureza em um período de 30 a 60 dias, não sendo necessária a retirada do produto para o desenvolvimento da planta. "No mercado existem produtos similares, mas que não utilizam em sua matéria-prima resíduos reaproveitados. O que aumenta o preço final", aponta Patrícia. "Esse é o diferencial da Bio & Green." Agora, a empresa se prepara para a fabricação em escala industrial do produto e no desenvolvimento de embalagens biodegradáveis para alimentos.

Durante a Expocietec 2012, que acontece nos dias 15 e 16 de outubro na sede da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), a Bio & Green e outras empresas incubadas no Cietec mostrarão suas experiências de sucesso à outros empresários e investidores.

Empresa graduada no Cietec apresenta bateria para veículos elétricos e ônibus híbridos na Expocietec

Electrocell desenvolve baterias de lítio para transporte, visando diminuir a emissão de poluentes nas grandes cidades brasileiras

São Paulo, 26 de setembro de 2012 - Somente a cidade de São Paulo conta com mais de sete milhões de veículos automotores. Eles são os principais responsáveis pela baixa qualidade do ar e emissão de gases que provocam o efeito estufa. Para amenizar o problema, um grupo de empresários começou a desenvolver baterias de lítio para veículos 100% elétricos e ônibus híbridos (movidos à eletricidade e a diesel), dando origem a Electrocell.

A startup, já graduada no Centro de Inovação, Empreendedorismo e Tecnologia (Cietec), sediado no campus do o Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (Ipen) na Cidade Universitária, em São Paulo, investe em pesquisa e desenvolvimento na produção de energias renováveis para mudar essa realidade. A meta é dominar a tecnologia das baterias de lítio destinadas para o transporte em massa. "Os ônibus híbridos entram em um cenário de redução de poluentes de até 80%. É o que São Paulo e as grandes capitais estão precisando. Obviamente, os ônibus híbridos são mais caros que os convencionais, mas a redução de custos com o sistema de saúde, com certeza, pagariam estes ônibus. E a população teria um ganho ambiental muito grande", afirma Gilberto Janolio, sócio da Electrocell.

A ideia de desenvolver baterias para veículos com emissão zero de poluentes ganhou forma durante o período de incubação no Cietec e hoje, a Electrocell busca investidores para difundir e desenvolver a tecnologia. A empresa levará seus produtos a Expocietec, que acontece nos dias 15 e 16 de outubro, na sede da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP). O evento proporcionará o encontro entre empreendedores e investidores. "Sem investidor, os negócios ficam pequenos e o crescimento orgânico é lento. Então, a entrada de investidores é altamente recomendável. Estamos aguardando", destaca Janolio.

O objetivo do encontro é desenvolver o ambiente de negócios para micro e pequenas empresas de base tecnológica e ressaltar a importância dessas iniciativas inovadoras. Para isso, o evento vai contar com a participação de empresas ligadas aos setores de meio ambiente, medicina e saúde, eletroeletrônicos, química, tecnologia da informação e biotecnologia, além de incubadoras e parques tecnológicos de São Paulo e do Brasil.

O Expocietec tem patrocínio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPQ) e da Agência de Desenvolvimento Paulista (DesenvolveSP) e apoio da Associação Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento das Empresas Inovadoras (Anpei); Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec); Associação das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação (Assespro); Brasil Investimentos & Negócios (BRAiN); Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp); Clarke, Modet & Co - Brasil; Exponor; PTO de Contato; Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae); Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq); Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha; Confrapar; Anjos do Brasil; Financiadora de Estudos e Projetos (Finep); Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp); Startups Evolution; Intellecta; Artemisia e MyJobSpace.

Consultoria para ações sustentáveis participará da Expocietec na FecomercioSP

A Eccaplan nasceu de uma grande ideia e ganhou forma por meio de parceria com o Cietec

São Paulo, 25 de setembro de 2012 - Muitas empresas nascem todos os dias a partir de uma grande ideia. Mas para que a ideia não passe de um flash genial, é preciso ter estrutura para desenvolvê-la e ferramentas para que ela se torne uma empresa inovadora e lucrativa. Assim nasceu a Eccaplan, empresa que desenvolve estratégias, produtos e serviços socioambientais para empresas e eventos. Em 2010, a recém-nascida foi incubada no Centro de Inovação, Empreendedorismo e Tecnologia (Cietec), onde ganhou corpo e contou com consultorias e apoio especializados, que auxiliaram na lapidação da ideia.

A Eccaplan foi criada com o propósito de promover o desenvolvimento sustentável nas empresas, agregando valor socioambiental a produtos e aos serviços. A empresa presta consultoria, qualificando os impactos ambientais de uma empresa ou um evento e expõe sua compensação, por meio de programas de ação e educação contra mudanças climáticas - Programa CO2 Neutro e Evento Neutro. Hoje, dois anos depois, a empresa já conta com mais de 15 clientes fixos e mantém contato com cerca de 200 empresas.

O sucesso da Eccaplan e de outras empresas incubadas no País será apresentado no Expocietec 2012, que acontece nos dias 15 e 16 de outubro, na sede da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), na capital paulista. O evento será um grande encontro brasileiro do empreendedorismo inovador de base tecnológica, com expositores nas áreas de biotecnologia, tecnologia da informação, medicina e saúde, meio ambiente, eletroeletrônica e química.

Durante dois dias, a FecomercioSP será um grande centro de aproximação entre empreendedores inovadores, potenciais clientes e investidores dispostos a estimular ações inovadoras e lucrativas. Os participantes terão a oportunidade de acompanhar seminários voltados às tendências para o empreendedorismo, fomento e oferta de crédito para pequenas e médias empresas.

Rodada de Negócios A programação do evento contará com uma Rodada de Negócios, onde os empreendedores participantes da Expocietec 2012 apresentarão seus produtos e serviços para potenciais clientes, no modelo Seed Forum, com foco em investidores, e a Conferência, cujo tema central é "O Mapa da Inovação na Micro e Pequena Empresa". Para conhecer as oportunidades de negócios inovadores com empreendedores participantes da Expocietec se inscreva na rodada de negócios. As inscrições podem ser feitas pelo site: http://www.expocietec.com.br/rodada-de-negocios.php

O Expocietec tem patrocínio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPQ) e da Agência de Desenvolvimento Paulista (DesenvolveSP) e apoio da Associação Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento das Empresas Inovadoras (Anpei); Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec); Associação das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação (Assespro); Brasil Investimentos & Negócios (BRAiN); Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp); Clarke, Modet & Co - Brasil; Exponor; PTO de Contato; Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae); Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq); Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha; Confrapar; Anjos do Brasil; Financiadora de Estudos e Projetos (Finep); Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp); Startups Evolution; Intellecta; Artemisia e MyJobSpace.

Serviço
Expocietec 2012
Data: 15 e 16 de outubro de 2012
Horário: das 12h às 20h
Local: FecomercioSP
Endereço: Rua Doutor Plínio Barreto, 285, 3º andar, Bela Vista - São Paulo

Sobre a FecomercioSP
A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) é a principal entidade sindical paulista dos setores de comércio e serviços. Responsável por administrar, no Estado, o Serviço Social do Comércio (Sesc) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), representa um segmento da economia que mobiliza mais de 1,8 milhão de atividades empresariais de todos os portes e congrega 154 sindicatos patronais que respondem por 11% do PIB paulista - cerca de 4% do PIB brasileiro - gerando em torno de cinco milhões de empregos.

Mais informações:

Assessoria de Imprensa FecomercioSP

Clarisse Ferreira - cferreira@fecomercio.com.br
(11) 3254-1713

Maria Augusta Vitelli - mavitelli@fecomercio.com.br
(11) 3254-1714

Raphael Ferrari - imprensa@fecomercio.com.br
(11) 3251-3113

Thiago Dias - imprensa@fecomercio.com.br
(11) 3251-3113

Siga a Fecomercio no Twitter - www.twitter.com/fecomercio
Conheça o nosso blog: www.fecomercio.com.br/blog/

Empresa leva sistema de receituário médico eletrônico à Expocietec 2012

A Sollis desenvolve software para prescrição médica eletrônica, facilitando a interação entre médico, paciente e farmácia

São Paulo, 24 de setembro de 2012 - A Expocietec 2012, que acontece nos dias 15 e 16 de outubro, na sede da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), apresenta startups que transformaram ideias inovadoras em realidade com o apoio de incubadoras e parques tecnológicos.

O Centro de Inovação, Empreendedorismo e Tecnologia (Cietec), maior incubadora da América Latina, conta com 133 empresas incubadas. Uma delas é a Sollis, Soluções Integradas à Saúde. Incubada desde 2010, a empresa busca na tecnologia ferramentas para melhorar a eficiência e reduzir os riscos à saúde. "A importância de uma incubadora como o Cietec se reflete no apoio e acesso às novas tecnologias, suporte gerencial e demais capacitações. Sem isso, certamente a maioria das nossas ideias ficariam pelo caminho, tanto pela competitividade do mercado aberto quanto pelo tempo que cada processo leva para se firmar", aponta Caio Gonçalves Ribeiro, sócio fundador da Sollis.

A empresa está desenvolvendo um software para que médicos e dentistas utilizem o meio eletrônico na prescrição de receitas para os pacientes. O Euprescrevo é gratuito e tem como principal objetivo garantir uma prescrição segura, legível e integrada a todos os sistemas de gestão em saúde e conectadas às farmácias. "Criar um sistema de prescrição eletrônica é uma iniciativa importante para o mercado de saúde e um grande desafio cultural, pois reinventa o ato de prescrever por meio do papel. Queremos garantir a integralidade da informação prescrita e a dispensação correta do medicamento para o paciente que necessita do tratamento", afirma Ribeiro.

A Sollis levará esta novidade para a Expocietec, que pretende ser um marco do empreendedorismo de base tecnológica brasileiro, com expositores das áreas de biotecnologia, tecnologia da informação, medicina e saúde, meio ambiente, eletroeletrônica e química.

Rodada de Negócios
A programação do evento contará com uma Rodada de Negócios, onde os empreendedores participantes da Expocietec 2012 apresentarão seus produtos e serviços para potenciais clientes, no modelo Seed Forum, com foco em investidores, e a Conferência, cujo tema central é "O Mapa da Inovação na Micro e Pequena Empresa".

O Expocietec tem patrocínio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPQ) e da Agência de Desenvolvimento Paulista (DesenvolveSP) e apoio da Associação Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento das Empresas Inovadoras (Anpei); Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec); Associação das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação (Assespro); Brasil Investimentos & Negócios (BRAiN); Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp); Clarke, Modet & Co - Brasil; Exponor; PTO de Contato; Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae); Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq); Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha; Confrapar; Anjos do Brasil; Financiadora de Estudos e Projetos (Finep); Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp); Startups Evolution; Intellecta; Artemisia e MyJobSpace.

Serviço
Expocietec 2012
Data: 15 e 16 de outubro de 2012
Horário: das 12h às 20h
Local: FecomercioSP
Endereço: Rua Doutor Plínio Barreto, 285, 3º andar, Bela Vista - São Paulo

Sobre a FecomercioSP
A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) é a principal entidade sindical paulista dos setores de comércio e serviços. Responsável por administrar, no Estado, o Serviço Social do Comércio (Sesc) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), representa um segmento da economia que mobiliza mais de 1,8 milhão de atividades empresariais de todos os portes e congrega 154 sindicatos patronais que respondem por 11% do PIB paulista - cerca de 4% do PIB brasileiro - gerando em torno de cinco milhões de empregos.

Mais informações:

Assessoria de Imprensa FecomercioSP

Clarisse Ferreira - cferreira@fecomercio.com.br
(11) 3254-1713

Maria Augusta Vitelli - mavitelli@fecomercio.com.br
(11) 3254-1714

Raphael Ferrari - imprensa@fecomercio.com.br
(11) 3251-3113

Thiago Dias - imprensa@fecomercio.com.br
(11) 3251-3113

Siga a Fecomercio no Twitter - www.twitter.com/fecomercio
Conheça o nosso blog: www.fecomercio.com.br/blog/

BrasilOzônio transforma pequeno negócio em empreendimento de alcance internacional

Iniciando suas atividades no tratamento de água de piscinas, BrasilOzônio se reinventa e passa a ter empresas transnacionais entre seus clientes

Tratar água contaminada sem a utilização de produtos químicos. Para o engenheiro Samy Menasce, foi este o pontapé inicial na criação da BrasilOzônio, empresa que desenvolve, projeta, fabrica e instala soluções em processos de tratamento de água a partir do gás ozônio e tem, hoje, clientes de peso como Unilever, Mc Donald's, Coca-Cola, Vale, Hilton e Bunge, entre outros.

A ideia teve início a partir da sociedade com o médico Dr. Cezar Philippi, falecido em 2000, que na época propôs a Samy que dessem continuidade ao desenvolvimento de um pequeno gerador de ozônio. Eles contrataram um técnico e, em uma casa alugada, trabalharam na elaboração da máquina até que, em 2004, conseguiram montar um equipamento próprio para tratar água de piscina. "Em um momento em que o mundo todo clamava pela necessidade de cuidados com o meio ambiente, nós desenvolvíamos geradores únicos, cem por cento ambientalmente corretos, que utilizavam como matéria-prima o ar ambiente", explica Samy.

O objetivo passou a ser, então, projetar aparelhos de maior porte, com grande capacidade de produção e altas concentrações de ozônio. Para elaborar os novos equipamentos, o engenheiro contou com o Centro de Inovação, Empreendedorismo e Tecnologia (Cietec), a partir do contato com um gerente da instituição, que há anos convidava Samy para conhecer a incubadora. Para o empresário, o grande diferencial do Cietec era a possibilidade de se relacionar com professores e pesquisadores de instituições como a Universidade de São Paulo (USP), o Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (Ipen) e o Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) agregando conhecimento e cultura tecnológica ao seu empreendimento.

Graduada em 2007, mas ainda associada ao Cietec, a empresa que começara suas atividades tendo como principal negócio a ozonização de água de piscinas, já havia adaptado a tecnologia para o tratamento de efluentes industriais. Samy conta, em entrevista à revista Exame PME, que resolveu contatar companhias que estivessem enfrentando graves problemas judiciais relacionados ao tratamento de água e propôs que pagassem um aluguel pelo uso dos aparelhos da BrasilOzônio, valor que seria abatido do preço final da compra do sistema, caso o processo funcionasse. Deu certo.

O ozônio, considerado o componente não-tóxico mais eficaz no tratamento de água, é um gás cuja matéria-prima é o oxigênio existente no ar ambiente, além de ser inodoro e incolor. O sistema BRO3 desenvolvido pela BrasilOzônio partiu deste princípio e atua na remoção da carga microbiana e das toxinas de compostos orgânicos e metais pesados presentes na água. O equipamento é compacto, modular, de fácil instalação e de baixo consumo de energia elétrica. Dispensa, ainda, investimentos em construção civil, adaptando-se a diversos ambientes e às mais variadas aplicações, independentemente das dimensões do local ou do volume de água a ser tratado. Além do tratamento de efluentes industriais, a BrasilOzônio tem aplicações no reuso de água de chuva, sanitização de hortaliças e alimentos, hidroponia, indústria de pesca, tratamento de gases odorosos, controle de torres de resfriamento e higienização de ambientes, entre outros.

Participante da Expocietec, Samy tem expectativas de aproximar a BrasilOzônio de novos parceiros durante o evento. "O alcance da Cietec e da FecomercioSP junto ao comércio, à indústria, aos investidores e aos meios de comunicação com certeza contribuirá para divulgar a empresa, trazendo contatos e mais negócios", projeta.

Expocietec O evento, que acontece nos dias 15 e 16 de outubro, na sede da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), será um grande encontro brasileiro do Empreendedorismo Inovador de Base Tecnológica, com expositores nas áreas de Biotecnologia, Tecnologia da Informação, Medicina e Saúde, Meio Ambiente, Eletroeletrônica e Química. A programação contará com uma Rodada de Negócios, onde os empreendedores participantes da Expocietec 2012 apresentarão seus produtos e serviços para potenciais clientes, o SeedForum, com foco em investidores, e uma Conferência, cujo tema central é "O Mapa da Inovação na Micro e Pequena Empresa".

O Expocietec tem o patrocínio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPQ) e apoio da Associação Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento das Empresas Inovadoras (Anpei; Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec); Associação das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação (Assespro); Brasil Investimentos & Negócios (BRAiN); Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp); Clarke, Modet & Co - Brasil; Exponor; PTO de Contato; Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae); e MyJobSpace.

Empresa química leva nanotecnologia para a Expocietec 2012 na FecomercioSP

Linha de aditivos da Chem4U agregam propriedades bactericidas e fungicidas, que podem ser aplicadas para imunizar ambientes hospitalares e embalagens de alimentos

São Paulo, 19 de setembro de 2012 - A Chem4u, empresa incubada no Centro de Inovação, Empreendedorismo e Tecnologia (Cietec), leva à Expocietec 2012 um moderno e inovador diferencial para o segmento de nanoaditivos e aditivos que potencializam propriedades específicas em produtos como tintas, vernizes, materiais plásticos, entre outros.

A nanotecnologia ainda é uma novidade no País, sendo necessários estudos e pesquisas para o desenvolvimento e independência da tecnologia nacional. E foi em busca de apoios técnico e acadêmico que a sócia fundadora da Chem4u, Leila Jansen, optou pelo Cietec para dar inicio a sua futura empresa. Incubada em 2007, a startup recebeu orientação, consultoria e recursos de agências de fomento para o desenvolvimento de novas tecnologias, fundamentais para consolidação da base científica da empresa.

"Além da proximidade com institutos de pesquisa, que disponibilizam estudos e equipamentos para testar os nossos produtos, o Cietec também proporciona uma troca de experiências com outras empresas incubadas, que ajudam a consolidar novos parceiros e aprender com os erros e acertos dos outros", afirma Leila.

A Chem4u acredita em um mercado promissor no Brasil. No início de abril, o Governo anunciou a criação do Sistema Nacional de Laboratórios em Nanotecnologias (SisNano), por meio de uma portaria do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação. A iniciativa promove o fomento de novas tecnologias desenvolvidas no Brasil, que, futuramente, serão exportadas para outros países. O desenvolvimento da nanotecnologia tambem faz parte do escopo do recém lançado Plano Brasil Maior, criado pelo governo federal para aumentar o peso das atividades industriais com alto conteúdo tecnológico no Produto Interno Bruto (PIB).

A linha Progeniem, que será apresentada na Expocietec, faz uso de nanoaditivos e aditivos que acrescentam propriedades mecânicas, elétricas e químicas em superfícies e materiais poliméricos. Também fazem parte da linha, aditivos que promovem propriedades bactericidas e fungicidas, que podem ser aplicados para imunizar ambientes hospitalares e embalagens de alimentos.Um exemplo é o verniz Progeniem VBacter, capaz de transformar qualquer superfície ou revestimento sem proteção contra bactérias, em superfícies protegidas, eliminando bactérias nocivas à saúde humana e animal. Segundo a Chem4u, o produto elimina até 99% das bactérias e oferece acabamento harmonioso sobre a superfície, mantendo o aspecto visual original. O verniz pode ser aplicado sobre superfícies pintadas ou não, como madeira, alvenaria, concreto, dry wall, entre outros.

Expocietec
O evento, que acontece nos dias 15 e 16 de outubro, na sede da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (Fecomercio-SP), será um grande encontro brasileiro do Empreendedorismo Inovador de Base Tecnológica, com expositores nas áreas de Biotecnologia, Tecnologia da Informação, Medicina e Saúde, Meio Ambiente, Eletroeletrônica e Química. A programação contará com uma Rodada de Negócios, onde os empreendedores participantes da Expocietec 2012 apresentarão seus produtos e serviços para potenciais clientes, o SeedForum, com foco em investidores e uma Conferência, cujo tema central é "O Mapa da Inovação na Micro e Pequena Empresa".

O Expocietec tem o patrocínio do CNPQ e apoio da Anpei; Amprotec; Assespro; BRAiN; Ciesp; Clarke, Modet &Co - Brasil; Exponor; PTO de Contato; Sebrae e MyJobSpace.

Empresa especializada em iluminação a LED estará presente na Expocietec 2012

Inoveled leva sua experiência para o evento realizado pela FecomercioSP e Cietec, que proporcionará um encontro entre empreendedores e clientes potenciais

São Paulo, 18 de setembro de 2012 - A fim de ingressar no crescente mercado de iluminação a LED, a Inoveled contou com o apoio do Centro de Inovação, Empreendedorismo e Tecnologia (Cietec) para estruturar a empresa e ganhar a credibilidade dos primeiros clientes. Incubada no início de 2011, a empresa buscou o auxilio da entidade para o aprimoramento em áreas administrativas e de mercado, para consolidar a ideia.

De acordo com Sérgio Corrêa, engenheiro de Aplicação da Inoveled, faz toda a diferença para uma startup ter a chancela do Cietec. Ele salienta que em algumas situações, empresas estreantes precisam de um histórico de sucesso, que ainda não possuem, para serem levadas a sério nas primeiras visitas a grandes clientes. "Ser incubada dá um status de micro-pequena empresa com futuro", afirma Corrêa. Além da credibilidade que o Cietec proporciona, por ser a maior incubadora da América Latina, a empresa usufrui também de inúmeras palestras, coachingem gestão, formação de preço, patentes, desenvolvimento de marca, feiras, assessoria de imprensa, elaboração de projetos de subvenção, entre outras opções que a entidade disponibiliza para as suas incubadas.

A Inoveled é uma empresa especializada em iluminação a LED e iluminação corporativa. Conta com uma linha de luminárias especialmente desenvolvidas para ambientes corporativos, escolas, lojas, postos de gasolina, farmácias e hospitais.

As lâmpadas LED não emitem radiação ultravioleta (UV) preservando as cores de seus objetos e quadros. Além da economia, o cliente pode escolher a cor da luz e até optar por lâmpadas RBG que reproduzem mais de 6.000 cores incluindo azul neon. Segundo a empresa, a iluminação a LED tem qualidade e durabilidade superiores às lâmpadas incandescentes, além de proporcionarem uma economia energética de até 90%.

Nascida de uma ideia inovadora, que cresceu e ganhou forma no Cietec, hoje a empresa conta com mais de 15 clientes e está em fase de desenvolvimento de novos parceiros comerciais. Agora a Inoveled leva a sua experiência de sucesso a Expocietec 2012 – Exposição e Conferência de Inovação e Empreendedorismo de Base Tecnológica. O evento, que será realizado nos dias 15 e 16 de outubro, na sede da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomércioSP), será um grande encontro brasileiro do empreendedorismo, com expositores nas áreas de Biotecnologia, Tecnologia da Informação, Medicina e Saúde, Sustentabilidade, Eletroeletrônica e Química.

A programação contará com uma Rodada de Negócios, onde os empreendedores participantes da Expocietec 2012 apresentarão seus produtos e serviços para potenciais clientes, em SeedForum, com foco em investidores e a Conferência, cujo tema central é "O Mapa da Inovação na Micro e Pequena Empresa".

O Expocietec tem o patrocínio do CNPQ e apoio da Anpei; Amprotec; Assespro; BRAiN; Ciesp; Clarke, Modet &Co – Brasil; Exponor; PTO de Contato; Sebrae e MyJobSpace.

Empresa de TI leva sua experiência de sucesso para a Expocietec 2012 na FecomercioSP

A Rfideas foi incubada no Cietec, onde ganhou musculatura para se tornar competitiva e rentável, ganhando espaço no mercado de TI

A Expocietec 2012, que acontece nos dias 15 e 16 de outubro, na sede da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (Fecomércio-SP), apresenta ideias inovadoras que ganharam forma dentro de incubadoras e hoje despontam no mercado, oferecendo serviços rentáveis e inteligentes. A Rfideas surgiu de um sonho de dois colegas de faculdade, que dentro da Escola Politécnica da USP começaram a debater ideias que poderiam virar um grande negócio e explorar uma deficiência do mercado. Criada em novembro de 2010, e aprovada no Centro de Inovação, Empreendedorismo e Tecnologia (Cietec), a empresa ganhou musculatura e hoje tem um escritório no principal centro de negócios de São Paulo, a Avenida Paulista.

A Rfideas desenvolve soluções para a gestão de ativos em tempo real em tecnologia da informação (TI) em data-centers. A empresa tem um pacote de programas que trabalham em conjunto com uma série de equipamentos instalados em seus clientes. Os softwares foram desenvolvidos com uma tecnologia própria, que permite que o cliente afixe uma etiqueta inteligente em cada um de seus equipamentos. O sistema consegue reconhecer com segurança uma etiqueta e identificar a que equipamento ela corresponde. "Isso é importante no ponto de vista de gestão, porque a leitura dessas etiquetas é feita de forma automatizada e sem fio. De forma que consegue ler uma infinidade de ativos simultaneamente, sem a necessidade de trabalho manual. Ou seja, você não tem mais que alocar um funcionário importante para ficar fazendo a captura de dados de inventário, por exemplo", afirma Lucas Almeida, sócio fundador da Rfideas.

De acordo com Lucas, o Cietec foi fundamental para o sucesso de sua empresa. A incubadora oferece uma perspectiva de negócio para empreendedores inexperientes que, muitas vezes, são jovens que trabalham com bases tecnológicas, acostumados com pesquisas e o universo acadêmico, mas têm pouco conhecimento em gestão.

Sendo uma incubada
Os interessados em incubar a futura empresa no Cietec passam por um processo seletivo, que é realizado três vezes ao ano, com uma estrutura rigorosa de seleção, que começa com o edital e a inscrição. Depois disso, os projetos são pré-selecionados e os escolhidos passam por 40 horas de workshop para a elaboração do plano de negócios. Esse plano consiste na elaboração do projeto para exploração de uma atividade onde serão analisados aspectos mercadológicos, operacionais, jurídicos e financeiros do empreendimento. Há ainda a análise de riscos e oportunidades existentes no mercado onde o empreendedor irá atuar: plano de vendas, localização, equipamentos, investimento realizado e o seu retorno, fluxo de caixa, formação de custos e do preço de venda dos produtos e serviços relacionados ao empreendimento.

Expocietec
O evento será um grande encontro brasileiro do Empreendedorismo Inovador de Base Tecnológica, com expositores nas áreas de Biotecnologia, Tecnologia da Informação, Medicina e Saúde, Meio Ambiente, Eletroeletrônica e Química. A programação contará com uma Rodada de Negócios, onde os empreendedores participantes da Expocietec 2012 apresentarão seus produtos e serviços para potenciais clientes, o SeedForum, com foco em investidores e uma Conferência, cujo tema central é "O Mapa da Inovação na Micro e Pequena Empresa".

O Expocietec tem o patrocínio do CNPQ e apoio da Anpei; Amprotec; Assespro; BRAiN; Ciesp; Clarke, Modet &Co – Brasil; Exponor; PTO de Contato; Sebrae e MyJobSpace.

Associada ao Cietec, empresa se consolida no mercado nacional de adesivos e selantes

Adespec participará da Expocietec, que será realizada pela FecomercioSP e Cietec nos dias 15 e 16 de outubro. Encontro promoverá o desenvolvimento do setor e a aproximação entre empresas e iniciativas inovadoras

São Paulo, 3 de setembro de 2012 – Wang Shu Chen, engenheira química formada pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro com mais de 28 anos de profissão, decidiu abandonar a carreira consolidada em grandes companhias como Petrobras e Souza Cruz para abrir sua própria empresa: a Adespec, que desenvolve adesivos, selantes e revestimentos com fórmulas livres de substâncias nocivas à saúde do ser humano e ao meio ambiente. "O que catalisou a criação da Adespec foi o fato que, no período em que eu trabalhava em uma indústria nacional de adesivos, ter sido exposta a solventes que prejudicaram minha saúde", explica Wang.

Incubada no Centro de Inovação, Empreendedorismo e Tecnologia (Cietec), na Universidade de São Paulo (USP), com recursos essencialmente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), a Adespec iniciou suas atividades em 2001. Os primeiros anos do negócio foram dedicados exclusivamente à atividade de pesquisa e desenvolvimento, para que depois a marca centralizasse nas duas tecnologias que são base de uma vasta linha de produtos voltada para os setores industrial, construção e consumo doméstico: base água e pesilox.

Os adesivos feitos a partir de solventes – como cola de sapateiro, por exemplo – liberam substâncias voláteis extremamente tóxicas, inflamáveis e explosivas, prejudiciais tanto à saúde humana como à natureza. O dano é tão considerável que países europeus legislaram no sentido de restringir ou mesmo proibir a utilização de adesivos à base de solvente, e alguns órgão nacionais, como a Anvisa, já iniciaram processos para criar normas semelhantes. "Os produtos à base de água da Adespec anulam os prejuízos às pessoas e ao ambiente, colando diversos substratos, como madeira, couro, plástico, borracha, cerâmicas, metais, vidros, isopor, entre outros, além de registrar melhor desempenho do que adesivos que têm substâncias tóxicas em sua formulação", cita Wang. Já os poliésteres siloxanos (pesilox) compõem a fórmula de adesivos e selantes da Adespec. São isentos de solventes e isocianatos, quimicamente neutros e totalmente elásticos, com alta resistência a impactos, vibrações, intempéries e aos desgastes provocados pelo alto tráfego.

As principais vantagens dos produtos, segundo Wang, são a alta capacidade de adesão e vedação, secagem rápida, adesão em área úmida, não-agressão do substrato, facilidade no acabamento, não-retração e a ausência de qualquer odor. "Esses atributos, quando explorados comercialmente, geram diferenciais competitivos para a Adespec", explica a CEO da companhia.

Atualmente alocada com fábrica em Taboão da Serra, a Adespec é a única empresa nacional com a linha completa de colas e selantes com selo Sustentax de sustentabilidade desde 2008 – a mais importante certificação para a construção de prédios verdes (os "green buildings") com base no critério LEED (Leadership in Energy and Environmental Design), idealizado pelo U.S. Green Building Council. Além disso, o resultado da consolidação da companhia como fornecedora de adesivos e selantes junto a parceiros que busquem um diferencial no alto desempenho e na sustentabilidade é um crescimento no valor do patrimônio intelectual e financeiro da empresa em bases não inferiores a 30% ao ano.

Porém, segundo Wang, mais importante que os produtos já desenvolvidos, nacional e internacionalmente reconhecidos, é a capacidade de pesquisa e desenvolvimento da empresa. O conceito basicamente é sintetizado na ausência de impedimentos para novas descobertas ou alterações e customizações na formulação das linhas já existentes. "Isso é importante, porque clientes industriais geralmente exigem pequenas mudanças no produto, como viscosidade, cor, tempo de tack, entre outros, para que ele seja compatível com seus atuais processos produtivos", finaliza.

Expocietec 2012 em outubro
A inovação e o empreendedorismo estão em alta no Brasil. Parte da sociedade começou a perceber que a consolidação do crescimento do País está atrelada ao desenvolvimento de produtos e serviços com valor agregado, com marcas, patentes, tecnologias e processos nacionais. A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) em parceria com o Centro de Inovação, Empreendedorismo e Tecnologia (Cietec), realizam no dias 15 e 16 de outubro a Expocietec 2012, na sede da FecomercioSP.

O objetivo do encontro é desenvolver o ambiente de negócios para Micro e Pequenas Empresas de base tecnológica e ressaltar a importância dessas iniciativas inovadoras. Para isso, o evento vai contar com a participação de empresas ligadas aos setores de meio ambiente, medicina e saúde, eletroeletrônicos, química, tecnologia da informação e biotecnologia, além de incubadoras e parques tecnológicos de São Paulo e do Brasil.

A programação do evento contará com uma Rodada de Negócios, onde os empreendedores participantes da Expocietec 2012 apresentarão seus produtos e serviços para potenciais clientes, em SeedForum, com foco em investidores e a Conferência, cujo tema central é "O Mapa da Inovação na Micro e Pequena Empresa".

O Expocietec tem o patrocínio do CNPQ e apoio da Anpei; Amprotec; Assespro; BRAiN; Ciesp; Clarke, Modet &Co – Brasil; Exponor; PTO de Contato; Sebrae e MyJobSpace.

Empresa cria equipamentos inovadores para deficientes visuais participará da Expocietec na FecomercioSP Pós-incubada no Cietec, Bonavision participará do evento realizado pelo Cietec e pela Federação nos dias 15 e 16 de outubro

São Paulo, 5 de setembro de 2012 - A inovação e o empreendedorismo estão em alta no Brasil. Parte da sociedade começou a perceber que a consolidação do crescimento do País está atrelada ao desenvolvimento de produtos e serviços com valor agregado, com marcas, patentes, tecnologias e processos nacionais. A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) em parceria com o Centro de Inovação, Empreendedorismo e Tecnologia (Cietec), realizam nos dias 15 e 16 de outubro a Expocietec 2012, na sede da FecomercioSP.

O objetivo do encontro é desenvolver o ambiente de negócios para Micro e Pequenas Empresas de base tecnológica e ressaltar a importância dessas iniciativas inovadoras. Para isso, o evento vai contar com a participação de empresas ligadas aos setores de meio ambiente, medicina e saúde, eletroeletrônicos, química, tecnologia da informação e biotecnologia, além de incubadoras e parques tecnológicos de São Paulo e do Brasil.

Bonavision
Formada pela Universidade de São Paulo (USP) e com 20 anos de profissão, a otorrinolaringologista Fernanda Bonatti passou a sentir falta de um toque mais criativo no exercício da medicina. Decidiu, então, unir seu gosto por arquitetura com o desejo de agregar um teor projetual ao caráter de assistência do ofício médico e começou outra graduação, em arquitetura, na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU) da USP.

Na fase de escolha do tema para o Trabalho de Conclusão do Curso (TCC), Fernanda optou por combinar suas duas formações, projetando um equipamento para deficientes visuais. A motivação para que ela se voltasse a esse nicho específico veio da convivência com o marido, que é oftalmologista, e com o avô, deficiente visual. "Percebia que os produtos destinados a esse público eram sempre os mesmos, isto é, havia espaço para invenções, para o desenvolvimento de materiais que atendessem melhor as necessidades dessas pessoas", explica.

A Bonavision, fundada em 2006, começou a ser idealizada quando Fernanda e o marido decidiram tirar o projeto do TCC do papel e transformá-lo em produto para ser posto no mercado. O contato com o Centro de Inovação, Empreendedorismo e Tecnologia (Cietec) veio por meio de um incubado, o Professor Doutor Spero Penha Morato, sócio da empresa Lasertools, que já era incubada no Cietec, que indicou Fernanda. A médica entrou no processo de seleção e, a partir disso, fez projetos para o programa de Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (PIPE-FAPESP), recebendo o apoio da instituição para levar o protótipo do equipamento para o mercado.

Hoje, já graduada do seu período de incubação, mais ainda associada ao Cietec, a Bonavision desenvolve equipamentos inovadores para ampliação de imagem, centrados nos conceitos de alta qualidade técnica, facilidade e praticidade de uso e design arrojado. Como os produtos da empresa possibilitam e melhoram a leitura, que, para Fernanda, está diretamente ligada à educação, ao trabalho e ao lazer, a médica acredita que a Bonavision desempenha um papel de inclusão social dos deficientes visuais. "Inúmeras vezes recebemos queixas de pessoas sobre a ausência de uma solução médica para seus casos. Diante da impossibilidade de resolver o problema com medicação, óculos comuns ou cirurgia, deve-se procurar melhorar a qualidade de vida. Isso proporciona a tão citada inclusão social, mas há ainda um longo caminho a percorrer", projeta. Além disso, ela explica que, em geral, a participação do deficiente visual no mercado de trabalho fica restrita a atividades que exigem menor especialização e que são, portanto, mais marginalizadas. "A redução na taxa de alfabetização e escolarização se traduz em uma queda das oportunidades de trabalho que essas pessoas irão encontrar em suas vidas".

Para a Expocietec, Fernanda espera, além de divulgar o nome da Bonavision, difundir o a importância do desenvolvimento de equipamentos brasileiros na área da saúde, impulsionando e aquecendo a indústria nacional. "É preciso incentivar a formação de empresas científicas brasileiras. As pesquisas não podem ficar só no papel, devendo se reverter em benefícios concretos para toda a sociedade", conclui.

Expocietec em outubro
A programação do evento contará com uma Rodada de Negócios, onde os empreendedores participantes da Expocietec 2012 apresentarão seus produtos e serviços para potenciais clientes, em SeedForum, com foco em investidores e a Conferência, cujo tema central é "O Mapa da Inovação na Micro e Pequena Empresa".

O Expocietec tem o patrocínio do CNPQ e apoio da Anpei; Amprotec; Assespro; BRAiN; Ciesp; Clarke, Modet &Co – Brasil; Exponor; PTO de Contato; Sebrae e MyJobSpace.

Evento Neutro Clique, calcule e neutralize sua emissão de CO2

Todas as emissões de gases de efeito estufa provenientes da montagem, realização e desmontagem
da Expocietec serão quantificadas e compensadas com a aquisição de créditos de carbono de projetos
brasileiros certificados através do Programa Evento Neutro www.eventoneutro.com.br.